Atualmente as empresas pagam imposto sobre imposto, ou seja, é uma bitributação já que o ICMS na realidade não é faturamento, e, portanto, não deveria incidir obrigação tributária para pagamento de PIS e COFINS.

Publicado: 19/10/2019 11:58

Receba de volta os impostos pagos a maior com a consultoria tributária

Não importa qual é a opção de classificação fiscal que sua empresa é cadastrada, lucro real, presumido ou simples, possivelmente você tem créditos de PIS e COFINS, que normalmente não são identificados na sua contabilidade, é uma questão relacionada à classificação fiscal.

As normas contábeis inicialmente não prevê o aproveitamento dos créditos caso não tenha sido realizado a harmonização correta da classificação contábil.

Geralmente as empresas ao comprarem os produtos que possuem retenção tributária, que são recolhidos pela cadeia de indústrias, muitas vezes a empresa paga o imposto duas vezes, na compra e na integração da revenda do produto, essa falta de controle e orientação fiscal, pode acarretar “prejuízo”, ou seja, muitas vezes a contabilidade deixa passar em branco, talvez por estar desatualizada, ou desatenta, porém sua empresa não precisa ficar no prejuízo, podendo recuperar os créditos pagos a mais e indevidamente.

Você sabia que as algumas empresas optantes, por exemplo, do “SIMPLES” pode ter valores significativos de substituição tributária monofásica, afinal muitas contabilidades não estão devidamente preparadas ou treinadas para efetivar o preenchimento correto dos lançamentos e ter o aproveitamento dos créditos, ou seja, você precisará da ajuda de um Advogado Especialista Tributarista que atuará com uma equipe de Especialistas e Peritos Contábeis.

Para a apuração da revisão tributária ao qual apontará a possível economia através dos impostos pagos a maior é necessário ter acesso as movimentações contábeis, podendo ser os arquivos XML no caso de empresas optantes pelo “SIMPLES” ou o SPED (lucro real ou presumido), essas movimentações devem ser dos últimos cinco anos, as quais serão identificados e apurados se sua empresa possui créditos.

Atualmente as empresas pagam imposto sobre imposto, ou seja, é uma bitributação já que o ICMS na realidade não é faturamento, e, portanto, não deveria incidir obrigação tributária para pagamento de PIS e COFINS.

Oi, como vai? Sou Advogado, Administrador, Teólogo, Professor e fundador do Escritório de Advocacia Pádua Advogado & Associados, Cristiano Pádua. Já trabalhei em diversas ações com ótimos resultados nas seguintes áreas Trabalhista, Família e Consumidor.

Entre em contato com advogado especialista

Fale agora com
um Advogado